Oficial Nacional de Administração e Finanças

0
865

TERMOS DE REFERÊNCIA
Oficial Nacional de Administração e Finanças

Uma Organização da Sociedade Civil moçambicana, sem fins lucrativos, estabelecida á 25 anos, de âmbito nacional, financiada no âmbito do programa AGIR,pretende contratar um/a (1) Oficial de Administração e Finanças para exercer funções nas instalações da sua Sede, na cidade de Maputo, nas condições a seguir discriminadas.

Função: Oficial de Administração e Finanças (DAF)
Dependência Hierárquica: Diretor/a Executivo da instituição
Enquadramento: O/A Oficial de Administração e Finanças coordena sob orientação do Director Executivo os serviços do Secretariado Executivo da organização nas áreas de Gestão Financeira, Gestão Administrativa, Gestão de Recursos Humanos e Gestão Logística.

II. Descrição de Responsabilidades,
Funções e Perfil: Sob a supervisão do/a Diretor/a Executivo e em articulação com as demais direcções e serviços que integram o Secretariado Executivo da organização, competem ao/à DAF as seguintes responsabilidades e funções:
1. Gestão financeira e orçamental;
2. Elaboração das Demonstrações Financeiras e dos Relatórios de Prestação de Contas;
3. Gestão de processos de fornecimento de bens e serviços;
4. Organização administrativa e de processos de gestão de recursos humanos;
5. Gestão administrativa do Património;
6. Coordenação dos serviços de Procurement, Tesouraria, Recursos Humanos, Contabilidade, Administração Geral, Secretaria-geral, Gestão Logística, Gestão de Stocks e Economato e Gestão do Imobiliário.

Outras funções que lhe sejam superiormente cometidas são:
1. Planificar, organizar, coordenar e controlar as actividades da DAF;
2. Executar as diretrizes superiores em matéria de gestão administrativa, contabilística, financeira, patrimonial e de recursos humanos;
3. Participar na conceção e formulação de estratégias e procedimentos visando a mobilização de recursos financeiros para a instituição;
4. Zelar pela boa gestão dos recursos, pela sua eficácia e rentabilidade;
5. Preparar periodicamente os orçamentos bem como os relatórios financeiros relevantes, em consonância com as diretrizes da organização;
6. Organizar e apoiar as actividades de auditoria financeira;
7. Assegurar os processos de lançamento de concursos e fornecer todos os elementos chave a fim de garantir que todas as actividades possam ser monitorizadas e avaliadas à luz dos regulamentos aplicáveis;
8. Assistir e aconselhar os proponentes nomeadamente em relação à elaboração dos dossiers de candidatura;
9. Participar no acompanhamento e a avaliação dos programas e projetos em curso;
10. Preparar relatórios periódicos sobre o seguimento e avaliação de actividades, programas e projetos.

Perfil dos candidatos Competências.
Pretende-se recrutar um/a candidato/a que, para além das competências essenciais ao cabal cumprimento das funções mencionadas no ponto acima, demonstre ainda evidências de possuir as seguintes competências e ser capaz de promover os valores a seguir indicados:
• Capacidade efectiva de liderança, de motivação e desenvolvimento de equipas;
• Capacidades robustas de comunicação verbal e escrita e de negociação;
• Capacidade de iniciativa e foco na acção;
• Sólida rede profissional de contactos;
• Domínio das ferramentas informáticas na ótica do utilizador, em programas de análise financeira e contabilidade públicas;
• Experiência na mobilização de recursos financeiros;
• Forte orientação para resultados e para acrescentar valor à organização;
• Competências analíticas e de resolução de problemas;
• Capacidade de planeamento e organização;
• Responsabilidade, rigor, integridade e ética;
• Dinamismo e capacidade de auto motivação;
• Ter competências no domínio de gestão baseada em resultados;
• Ter habilidade para análise de dados e indicadores;
• Ter disponibilidade para realizar regularmente visitas ás delegações;
• Capacidade de interagir com diferentes interlocutores em diferentes níveis hierárquicos;
• Competências ao nível de gestão da mudança;
• Consciência e sensibilidade na gestão de ambientes multiculturais;
• Flexibilidade e capacidade para ouvir e integrar as opiniões dos outros.

Requisitos obrigatórios exigidos.
Os/as candidatos/as devem cumprir os seguintes requisitos obrigatórios, para que as suas candidaturas sejam consideradas válidas em sede de avaliação curricular:
• Ser titular de uma Licenciatura em Gestão, Economia, Finanças, Auditoria, Gestão de Empresas, Administração, Contabilidade, ou áreas afins;
• Ser cidadão nacional, domínio, oral e escrito, da língua inglesa;
• Experiencia profissional mínima de 5 anos em funções profissionais nas áreas de gestão e execução financeira, orçamental e contabilidade públicas;
• Mínimo de 5 anos de experiência profissional em funções de chefia ao nível de uma Direção Financeira, ou equiparada, complementada com responsabilidades na área de gestão de recursos humanos, gestão e organização administrativa;
• Utilizador avançado de ferramentas de controlo da execução orçamental e/ou Software de Gestão Financeira;
• Conhecimentos sólidos de MS Office, na perspetiva do utilizador; Experiencia profissional em ambiente de organização multilateral ou empresa multinacional;
• Experiência na implementação de sistemas de Monitoria & Avaliação;
• Experiência de trabalho em organizações da Sociedade Civil.

Documentos da Candidatura
Os dossiers de candidatura deverão ser compostos de:
• Carta de Motivação; Curriculum vitae pormenorizado e actualizado; Fotocópias de documentos de identificação; Registo Criminal; Documentos comprovativos de habilitações literárias e profissionais; Cartas de recomendação e/ou outros comprovativos de experiência profissional.

Submissão
Os interessados deverão obrigatoriamente enviar os seus dossiers de candidatura para a Caixa Postal 2587. Serão consideradas as candidaturas recebidas até o dia 02 de Outubro de 2017 às 15:30h.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here